Coopergrão agora é Coprossel

 A construção de uma nova unidade de beneficiamento de sementes está nos planos, após incorporação das duas cooperativas.

Na última quinta-feira, 25, a Cooperativa de Sementes Coprossel anunciou oficialmente a incorporação da Coopergrão em seu quadro. A aquisição já havia sido aprovada em assembleia, no mês de junho, pelos sócios das duas cooperativas. A partir de agora, os associados da Coopergrão passam a fazer parte do quadro da Coprossel, e terão direito a todos os serviços oferecidos.

De acordo com Paulo Pinto de Oliveira Filho, presidente da Coprossel, todos os passos formais foram cumpridos, e agora as duas cooperativas são uma só. De acordo com ele, “a incorporação da Coopergrão à Coprossel é um ganho para todos os associados, nos tornamos uma cooperativa muito mais forte, podendo prestar um serviço ainda melhor aos nossos produtores, sempre defendemos o fortalecimento do cooperativismo”.

Conforme Paulo, a região também se fortalece com a incorporação. “Temos consciência dos desafios que teremos pela frente, mas também estamos preparados para prestar um serviço cada vez melhor, e estar melhorando continuamente”. E reforça, “são os cooperados, os produtores da região que ganham com esse passo que foi dado”.

O presidente informa que, “todas as unidades da Coopergrão foram incorporadas à Coprossel, bem como os associados e os funcionários”. Paulo explica “que agora são quase 500 cooperados, e muitos aguardam para serem homologados, principalmente visando o programa do Biodiesel, do selo social, onde existe um bônus para o produtor que tem a Adap em ativa. Com isso estaremos fortalecendo cada vez mais o cooperativismo na região, podendo deslumbrar aqueles programas que a gente tanto sonhava”. Paulo se refere ao projeto de industrialização. “Queremos agregar mais valor, estamos com o processo de construção da nova unidade de beneficiamento que é uma unidade das mais modernas, com capacidade de produzir 250 mil sacos de semente, onde iremos agregar mais valor a nossa produção, podendo remunerar melhor nosso produtor, assim como temos em nosso planejamento ideias para partir para a industrialização de alguns setores. Logo teremos novidades”, salienta.

Paulo destaca que neste momento está sendo feita a readequação dos funcionários. Com o apoio da Ocepar (Organização das Cooperativas do Paraná) está sendo desenvolvido um novo organograma para o melhor funcionamento da cooperativa. “A ideia é diminuir custos para racionalizar os recursos que temos, e assim prestar um serviço melhor. Alguns setores serão unificados”, explica. A diretoria continua a mesma da Coprossel, porém, no Conselho Diretor, foram ampliadas duas vagas, passando de quatro para seis, com a inclusão de dois diretores oriundos da antiga Coopergrão.

 Confiança e fortalecimento

Para Lírio Parizotto, diretor da Coopergrão por 14 anos, o processo foi finalizado com sucesso. “Finalizamos com sucesso, com alegria, pois conseguimos fazer da forma correta, bem entendido com todos os associados, tudo em ordem e para frente”, e destaca que “estamos com uma confiança muito grande, um desejo de se tornar uma cooperativa tão grande como fomos no passado, onde iremos trabalhar com todas as nossas forças, dentro da nossa capacidade para que isso aconteça o mais rápido possível e, que tenhamos ótimos benefícios para todos os associados e região”.

Lírio foi firme em dizer que “sempre enfatizei a todos que trabalharam com a Coopergrão que continuem trabalhando, aceitamos críticas, aceitamos sugestões, temos que ser suficiente naquilo que fazemos”. E pede que os associados dêem sugestões, “convidamos para que ajudem a administrar a cooperativa, e que irradiem esse trabalho aos demais produtores para que formemos uma família cada vez maior, que a família Coopergrão incorporada a família Coprossel se torne cada vez mais unida e com um objetivo bondoso para todos nós”.  Lírio permanecerá como diretor da Coprossel.

 Apoio da Ocepar

Conforme Paulo Pinto de Oliveira Filho, a Ocepar acompanhou todo o processo de incorporação. E de acordo com Paulo Roberto Stöberl, assessor jurídico da Ocepar, “a forma como o processo de incorporação foi conduzido foi importantíssimo para o bom funcionamento a partir de agora”. Segundo ele, “na incorporação, uma cooperativa assume todo o passivo, ativo, cooperados, funcionários da outra cooperativa, e a Coprossel está assumindo todo o patrimônio da Coopergrão, que deixa de existir enquanto pessoa jurídica. Todos os associados que eram da Coopergrão passam a ser da Coprossel, todas as dívidas, patrimônio passam a ser da Coprossel. A Ocepar vê com bons olhos esta junção, estamos apoiando, tanto que o presidente do Sistema Ocepar pediu para que eu viesse aqui auxiliar. Acredito que o cooperativismo na região esta sendo fortalecido”, completa.